Logo HH-2019

Heart Healing é Curar a Vida em Amor

Heart Healing
é Curar a Vida em Amor

Heart Healing
é Curar a Vida
em Amor

O Heart Healing é um sistema único que ajuda a curar a vida em Amor.
Curar em Amor é um dos três grandes desígnios da vida humana.

heart%203

O que é o Heart Healing?

O Heart Healing é um modo terapêutico*
que cria o espaço energético para que o Amor se revele em cura,
na vida, na mente e no coração de cada um.

Para o Amor se revelar em cura
é necessário trazê-lo para o centro da vida. 
Esse Amor é o que cada um tem dentro de si, é o seu Amor.
É o que eu chamo de ‘Amor em Mim’.

E é isso que o Heart Healing possibilita, 
a que se aprenda a reconhecer e a expandir o ‘Amor em Mim’.
É esse Amor que cura.

É o desejo de Heart Healing que abre a porta a essa cura
e é o desejo do 'Amor em Mim’ que a expande e integra.

O Heart Healing é um modo terapêutico*
que cria o espaço energético para que o Amor se revele em cura, na vida, na mente e
no coração de cada um.

Para o Amor se revelar em cura
é necessário trazê-lo para o centro da vida. 
Esse Amor é o que cada um tem dentro de si,
é o seu Amor.
É o que eu chamo de ‘Amor em Mim’.

E é isso que o Heart Healing possibilita, 
a que se aprenda a reconhecer e a expandir
o ‘Amor em Mim’.
É esse Amor que cura.

É o desejo de Heart Healing que abre a porta a essa cura e é o desejo do 'Amor em Mim’ que a expande e integra.

O Heart Healing é um modo terapêutico*
que cria o espaço energético para que o Amor se revele em cura, na vida, na mente e no coração de cada um.

Para o Amor se revelar em cura
é necessário trazê-lo para o centro da vida. Esse Amor é o que cada um tem dentro de si, é o seu Amor.
É o que eu chamo de ‘Amor em Mim’.

E é isso que o Heart Healing possibilita, 
a que se aprenda a reconhecer e a expandir o ‘Amor em Mim’.
É esse Amor que cura.

É o desejo de Heart Healing que abre a porta a essa cura e é o desejo do 'Amor em Mim’ que a expande e integra.

*Utilizo 'modo terapêutico' para que seja mais fácil a percepção
pois o Heart Healing está muito para lá de terapia.

*Utilizo 'modo terapêutico' 
para que seja mais fácil a percepção 
pois o Heart Healing
está muito para lá de terapia.

heart%203

O que é
o Heart Healing?

O Heart Healing é um modo terapêutico* que cria o espaço energético para que o Amor se revele em cura, na vida,
na mente e no coração
de cada um.

Para o Amor se revelar em cura
é necessário trazê-lo para o centro da vida.
Esse Amor é o que cada um tem dentro de si, é o seu Amor.
É o que eu chamo de
‘Amor em Mim’.

E é isso que o Heart Healing possibilita, a que se aprenda a reconhecer e a expandir
o ‘Amor em Mim’.
É esse Amor que cura.

É o desejo de Heart Healing que abre a porta a essa cura
e é o desejo do 'Amor em Mim’ que a expande e integra.

*Utilizo 'modo terapêutico' para que seja mais fácil a percepção pois o Heart Healing
está muito para lá de terapia.

A Experiência
de Cura do
Heart Healing

A Experiência de Cura do Heart Healing

A Experiência de Cura
do Heart Healing

É maravilhoso ver e sentir o coração a abrir-se para si e para a vida.
Quando se começa a abrir o coração em cura, toda a vida começa a mudar.
Descobrir o mundo interno do Heart Healing é uma experiência nunca antes realizada.
Começa-se a viver e a agir num nível mais elevado de energia.
Literalmente.

É maravilhoso ver e sentir o coração a abrir-se para si e para a vida.
Quando se começa a abrir o coração em cura, toda a vida começa a mudar.
Descobrir o mundo interno do Heart Healing
é uma experiência nunca antes realizada.
Começa-se a viver e a agir num nível mais elevado de energia.
Literalmente.

É maravilhoso ver e sentir o coração
a abrir-se para si e para a vida.
Quando se começa a abrir o coração em cura,
toda a vida começa a mudar.
Descobrir o mundo interno do Heart Healing é uma experiência nunca antes realizada.
Começa-se a viver e a agir
num nível mais elevado de energia.
Literalmente.

É maravilhoso ver e sentir
o coração a abrir-se para si
e para a vida.
Quando se começa a abrir o coração em cura, toda a vida começa a mudar.
Descobrir o mundo interno
do Heart Healing é uma experiência nunca antes realizada.
Começa-se a viver e a agir num nível mais elevado de energia.
Literalmente.

heart%202

Curar em Heart Healing

Curar em Heart Healing é descobrir o Amor que se tem dentro,
num plano mais amplo, mais claro, genuíno, único e sempre disponível.
Depois, é levá-lo a todas as partes que precisam desse Amor.


Curar é um desígnio e um direito próprio de todas as pessoas.
É um acto de abertura ao Amor. É um compromisso pessoal que dá sustento a uma aprendizagem progressiva de curar a vida em Amor, conjugando o trabalho de mente, coração, corpo biológico e energia.
O Heart Healing cria então condições de sustentação para que a mudança se realize de uma forma tão única e distinta do que até hoje foi proporcionado.

Porém, desejar curar é diferente de querer ser curado. Há pessoas que querem ser curadas, querem que haja alguém que as cure, querem um comprimido para curar emoções e processos internos, problemas, memórias, histórico, e já agora um comprimido que faça esquecer, que faça passar o sentir, que apague aquele pedaço de passado ou que dê a possibilidade de mudar um comportamento não desejado. Mas não há comprimido algum para curar esse tipo de energia, nem esse nem nenhum. 

O Heart Healing não oferece receitas nem técnicas de cura para a pessoa se sentir curada. O Heart Healing não cura ninguém.

Embora a técnica seja muito importante e útil em inúmeras terapias, em Heart Healing não se trabalha em técnica, mas sim em expansão.
E a diferença é substancial. A técnica é algo que se faz, a expansão é algo que se é, por isso se cura com o Amor próprio de cada um.

Imprintings de afectação negativa
Imprintings são vínculos energéticos de eventos e processos que foram registados na memória, no corpo ou no coração emocional e marcam a vida em afectação, dor ou sofrimento. E imprintings de afectação negativa não se curam com medicamentos.
Um Imprinting pode estar bem enraizado e nem se dar por ele.
A mente-detective bem o tenta encontrar, mas não consegue.




Imprintings de afectação curam-se com abertura, entendimento, significado, propósito e intenção. Curam-se com elevação energética, com perdão e reconciliação. Curam-se com confiança de cura, verdade inata, poder integro, compromisso e dedicação pessoal.
Curam-se em acção de Amor e em Amor cura-se na profundidade.

Curar em Heart Healing é um convite de entrega e acreditar. É uma descoberta permanente de desejar sempre o melhor e o bem mais alto, para si e para os outros.

E tudo isto se aprende a fazer em Heart Healing. É algo que se faz por nós mesmos. É criar o espaço energético para que a cura possa acontecer integrando, em sinergia, todos os seus campos de acção.

O Heart Healing é um sistema energético progressivo de aprender a elevar a energia e de curar a vida em Amor, num trabalho de pormenor de acordo com a história, realidade, ritmo e verdade de cada pessoa. Porém, não se eleva a energia, nem se cura apenas por decisão mental, mas sim com trabalho interno conjunto de mente-coração-corpo, em expansão energética de Amor.

O Amor só aguarda uma oportunidade.
Aprender a sentir que o Amor existe dentro e que só aguarda uma oportunidade para ser reconhecido, pode ser um pequeno passo interno, mas é, com certeza, um grande e lindíssimo passo para vida.

O Amor só aguarda que o coração se abra para que possa sentir o fluxo transformador da sua expansão.
É absolutamente extraordinário trabalhar em Expansão de Amor.
É o Amor de cada um que transforma e cura a vida.
E quando cura, é para sempre, esta vida e muitas outras.


heart%202

Curar em Heart Healing

Curar em Heart Healing é descobrir o Amor que se tem dentro,
num plano mais amplo, mais claro, genuíno, único e sempre disponível.
Depois, é levá-lo a todas as partes que precisam desse Amor.


Curar é um desígnio e um direito próprio de todas as pessoas.
É um acto de abertura ao Amor. É um compromisso pessoal que dá sustento a uma aprendizagem progressiva de curar a vida em Amor, conjugando o trabalho de mente, coração, corpo biológico e energia.
O Heart Healing cria então condições de sustentação para que a mudança se realize de uma forma tão única e distinta do que até hoje foi proporcionado.

Porém, desejar curar é diferente de querer ser curado. Há pessoas que querem ser curadas, querem que haja alguém que as cure, querem um comprimido para curar emoções e processos internos, problemas, memórias, histórico, e já agora um comprimido que faça esquecer, que faça passar o sentir, que apague aquele pedaço de passado ou que dê a possibilidade de mudar um comportamento não desejado. Mas não há comprimido algum para curar esse tipo de energia, nem esse nem nenhum. 

O Heart Healing não oferece receitas nem técnicas de cura para a pessoa se sentir curada. O Heart Healing não cura ninguém.

Embora a técnica seja muito importante e útil em inúmeras terapias, em Heart Healing não se trabalha em técnica, mas sim em expansão.
E a diferença é substancial. A técnica é algo que se faz, a expansão é algo que se é, por isso se cura com o Amor próprio de cada um.

Imprintings de afectação negativa
Imprintings são vínculos energéticos de eventos e processos que foram registados na memória, no corpo ou no coração emocional e marcam a vida em afectação, dor ou sofrimento. E imprintings de afectação negativa não se curam com medicamentos.
Um Imprinting pode estar bem enraizado e nem se dar por ele. A mente-detective bem o tenta encontrar, mas não consegue.




Imprintings de afectação curam-se com abertura, entendimento, significado, propósito e intenção.

Curam-se com elevação energética, com perdão e reconciliação.
Curam-se com confiança de cura, verdade inata, poder integro, compromisso e dedicação pessoal.
Curam-se em acção de Amor e em Amor cura-se na profundidade.

Curar em Heart Healing é um convite de entrega e acreditar. É uma descoberta permanente de desejar sempre o melhor e o bem mais alto, para si e para os outros.

E tudo isto se aprende a fazer em Heart Healing. É algo que se faz por nós mesmos. É criar o espaço energético para que a cura possa acontecer integrando, em sinergia, todos os seus campos de acção.

O Heart Healing é um sistema energético progressivo de aprender a elevar a energia e de curar a vida em Amor, num trabalho de pormenor de acordo com a história, realidade, ritmo e verdade de cada pessoa. Porém, não se eleva a energia, nem se cura apenas por decisão mental, mas sim com trabalho interno conjunto de mente-coração-corpo, em expansão energética de Amor.

O Amor só aguarda uma oportunidade.
Aprender a sentir que o Amor existe dentro e que só aguarda uma oportunidade para ser reconhecido, pode ser um pequeno passo interno, mas é, com certeza, um grande e lindíssimo passo para vida.

O Amor só aguarda que o coração se abra para que possa sentir o fluxo transformador da sua expansão.
É absolutamente extraordinário trabalhar em Expansão de Amor.
É o Amor de cada um que transforma e cura a vida. E quando cura, é para sempre, esta vida e muitas outras.


heart%202

Curar em Heart Healing

Curar em
Heart Healing

Curar em Heart Healing
é descobrir o Amor que se tem dentro,
num plano mais amplo, mais claro, genuíno,
único e sempre disponível.
Depois, é levá-lo a todas as partes que precisam desse Amor.

Curar em Heart Healing é descobrir o Amor que se tem dentro,
num plano mais amplo, mais claro, genuíno, único e sempre disponível.
Depois, é levá-lo a todas as partes que precisam desse Amor.


Curar é um desígnio e um direito próprio de todas as pessoas.
É um acto de abertura ao Amor. É um compromisso pessoal que dá sustento a uma aprendizagem progressiva de curar a vida em Amor, conjugando o trabalho de mente, coração, corpo biológico e energia.
O Heart Healing cria então condições de sustentação para que a mudança se realize de uma forma tão única e distinta do que até hoje foi proporcionado.

Porém, desejar curar é diferente de querer ser curado. Há pessoas que querem ser curadas, querem que haja alguém que as cure, querem um comprimido para curar emoções e processos internos, problemas, memórias, histórico, e já agora um comprimido que faça esquecer, que faça passar o sentir, que apague aquele pedaço de passado ou que dê a possibilidade de mudar um comportamento não desejado. Mas não há comprimido algum para curar esse tipo de energia, nem esse nem nenhum. 

O Heart Healing não oferece receitas nem técnicas de cura para a pessoa se sentir curada. O Heart Healing não cura ninguém.

Embora a técnica seja muito importante e útil em inúmeras terapias, em Heart Healing não se trabalha em técnica, mas sim em expansão.
E a diferença é substancial. A técnica é algo que se faz, a expansão é algo que se é, por isso se cura com o Amor próprio de cada um.

Imprintings de afectação negativa
Imprintings são vínculos energéticos de eventos e processos que foram registados na memória, no corpo ou no coração emocional e marcam a vida em afectação, dor ou sofrimento.
E imprintings de afectação negativa não se curam com medicamentos.
Um Imprinting pode estar bem enraizado e nem se dar por ele.
A mente-detective bem o tenta encontrar, mas não consegue.

Imprintings de afectação curam-se com abertura, entendimento, significado, propósito e intenção. Curam-se com elevação energética, com perdão e reconciliação. Curam-se com confiança de cura, verdade inata, poder integro, compromisso e dedicação pessoal.
Curam-se em acção de Amor e em Amor cura-se na profundidade.

Curar em Heart Healing é um convite de entrega e acreditar. É uma descoberta permanente de desejar sempre o melhor e o bem mais alto, para si e para os outros.

E tudo isto se aprende a fazer em Heart Healing. É algo que se faz por nós mesmos. É criar o espaço energético para que a cura possa acontecer integrando, em sinergia, todos os seus campos de acção.

O Heart Healing é um sistema energético progressivo de aprender a elevar a energia e de curar a vida em Amor, num trabalho de pormenor de acordo com a história, realidade, ritmo e verdade de cada pessoa.
Porém, não se eleva a energia, nem se cura apenas por decisão mental, mas sim com trabalho interno conjunto de mente-coração-corpo, em expansão energética de Amor.

O Amor só aguarda uma oportunidade.
Aprender a sentir que o Amor existe dentro e que só aguarda uma oportunidade para ser reconhecido, pode ser um pequeno passo interno, mas é, com certeza, um grande e lindíssimo passo para vida.

O Amor só aguarda que o coração se abra para que possa sentir o fluxo transformador da sua expansão.
É absolutamente extraordinário trabalhar em Expansão de Amor.
É o Amor de cada um que transforma e cura a vida. E quando cura, é para sempre, esta vida e muitas outras.


favicon HH

 A mudança é fruto da cura.

Em Heart Healing, quando a mudança ocorre, 
é porque algo se curou primeiro.
Cura e mudança andam de mãos dadas,
sempre lado a lado.
Sem cura não há mudança, sem mudança não há cura.

favicon HH

 A mudança
é fruto da cura.

Em Heart Healing, quando a mudança ocorre, 
é porque algo se curou primeiro.
Cura e mudança andam de mãos dadas,
sempre lado a lado.
Sem cura não há mudança, sem mudança não há cura.

Em Heart Healing,
quando a mudança ocorre, 
é porque algo se curou primeiro.
Cura e mudança
andam de mãos dadas,
sempre lado a lado.
Sem cura não há mudança,
sem mudança não há cura.

Heart%20red

O que é Curar em Amor?

O Amor de cada um ajuda a que se crie um novo espaço energético de cura.
Não é só curar o que afecta mas proporcionar uma vida de energia mais alta.
Curar, é Amor em Acção.


Curar a vida é levar a Luz do Amor onde ela é mais necessária.

É Iluminar tudo o que precisa de ser Iluminado: sentimentos, pensamentos, emoções, corpo, atitudes, comportamentos. É unificar em Amor o Sentir, o Pensar e o Agir.

Curar em Amor é transformar os imprintings de afectação negativa, a energia de desconforto e incómodo — a perda, o medo, a ansiedade, a angústia, o vazio, a tristeza e todas as frequências correlacionadas — em paz, confiança, acreditar, alegria, compaixão, doçura e também realização, concretização e abundância.

Curar em Amor, é mais do que alívio, é libertação. É libertar na profundidade, o sentir que traumatiza, as crenças que já não servem, os limites projectados, o ímpeto da diminuição.

O Amor ajuda a iluminar a história e a desatar os nós que apertam a vida. O Amor cura os imprintings que restringem a vida em afectação.
Na prática é curar o passado e o presente: o que magoou, o que feriu, a dor, o sofrimento, as inseguranças, as dúvidas e muito mais.

O centro do trabalho é o coração que quando aberto gera e proporciona uma clarificação tão nítida que até então parecia não ser possível ao ponto de «como é possível nunca ter percebido isto em mim?»

É trabalhar a partir da energia base, a que deu origem ao ponto de implantação. Não é trabalhar essa origem, mas a sua energia. Não é trabalhar por aprendizagem forçada e convencimento. Em Heart Healing não se trabalha forçando processos, nem gerando ‘luta’ de alcance, não se trabalha em argumento, trabalha-se em expansão.

Não se cura porque se está doente.
Cura-se porque a fragilidade ou o questionamento vão tomando a vida como um todo. Cura-se porque as grandes questões internas nunca viram a Luz do Amor e continuam a manifestar-se em carência, não permitindo que a vida avance.  



Cura-se para se crescer e evoluir. Cura-se porque o que se sente e vive não permite que a vida ande para a frente de acordo com um sentimento mais profundo de Esperança que se tem dentro, embora esquecido. Pode ser imperceptível mas ele está lá, esperando um momento favorável para despontar em Luz e Esplendor.

Porque é extraordinário trabalhar assim?
Porque quando se dissipam resistências — o que reprime e impede de se ser autêntico — começa-se a confirmar que existe dentro um ser maravilhoso, no coração, na mente, nas células, nos órgãos e na vida. Sem separação. Existe uma essência que nunca pode ser revelada.

Ser autêntico não é só porque, interna e externamente, se diz a verdade e se é honesto. Essa verdade e honestidade é a que se conhece, é a que a mente permite de acordo com a sua perceção, quase sempre baseada na ética, na moral, nos direitos humanos e no bom senso.
Ser autêntico é muito mais do que isso. É estar em verdade energética de coração. É acreditar, estar e viver na vibração do próprio Amor.

Curar em Amor não é ficar sem a dor, mas sim, elevar a energia para iluminar essa dor. É esse ponto mais alto de Amor que cura. Por isso é extraordinário, pois em expansão aprende-se a viver nesse ponto mais alto e não apenas a ficar sem a dor que afectava.
É o Amor em acção a gerar novos pontos de discernimento e confiança.

E então será possível acreditar que a vida pode passar a ser orientada e vivida a partir dessa essência. Isto não é só para algumas coisas, é para tudo.

Tudo o que se consegue concretizar passa a ter origem numa verdade interna mais alta que impulsiona a energia da vida para pontos de não retorno. 


Heart%20red

O que é Curar em Amor?

O Amor de cada um ajuda a que se crie
um novo espaço energético de cura.
Não é só curar o que afecta
mas proporcionar uma vida de energia mais alta.
Curar, é Amor em Acção.


Curar a vida é levar a Luz do Amor onde ela é mais necessária.

É Iluminar tudo o que precisa de ser Iluminado: sentimentos, pensamentos, emoções, corpo, atitudes, comportamentos. É unificar em Amor o Sentir, o Pensar e o Agir.

Curar em Amor é transformar os imprintings de afectação negativa, a energia de desconforto e incómodo — a perda, o medo, a ansiedade, a angústia, o vazio, a tristeza e todas as frequências correlacionadas — em paz, confiança, acreditar, alegria, compaixão, doçura e também realização, concretização e abundância.

Curar em Amor, é mais do que alívio, é libertação. É libertar na profundidade, as crenças que já não servem, os limites projectados, o sentir que traumatiza, o ímpeto da diminuição

O Amor ajuda a iluminar a história e a desatar os nós que apertam a vida. O Amor cura os imprintings que restringem a vida em afectação.
Na prática é curar o passado e o presente: o que magoou, o que feriu, a dor, o sofrimento, as inseguranças, as dúvidas e muito mais.

O centro do trabalho é o coração que quando aberto gera e proporciona uma clarificação tão nítida que até então parecia não ser possível ao ponto de «como é possível nunca ter percebido isto em mim?»

É trabalhar a partir da energia base, a que deu origem ao ponto de implantação. Não é trabalhar essa origem, mas a sua energia. Não é trabalhar por aprendizagem forçada e convencimento. Em Heart Healing não se trabalha forçando processos, nem gerando ‘luta’ de alcance, não se trabalha em argumento, trabalha-se em expansão.

Não se cura porque se está doente.
Cura-se porque a fragilidade ou o questionamento vão tomando a vida como um todo. Cura-se porque as grandes   



questões internas nunca viram a Luz do Amor e continuam a manifestar-se em carência, não permitindo que a vida avance.

Cura-se para se crescer e evoluir.
Cura-se porque o que se sente e vive não permite que a vida ande para a frente de acordo com um sentimento mais profundo de Esperança que se tem dentro, embora esquecido.

Pode ser imperceptível mas ele está lá, esperando um momento favorável para despontar em Luz e Esplendor.

Porque é extraordinário trabalhar assim?
Porque quando se dissipam resistências — o que reprime e impede de se ser autêntico — começa-se a confirmar que existe dentro um ser maravilhoso, no coração, na mente, nas células, nos órgãos e na vida. Sem separação. Existe uma essência que nunca pode ser revelada.

Ser autêntico não é só porque, interna e externamente, se diz a verdade e se é honesto. Essa verdade e honestidade é a que se conhece, é a que a mente permite de acordo com a sua perceção, quase sempre baseada na ética, na moral, nos direitos humanos e no bom senso.
Ser autêntico é muito mais do que isso. É estar em verdade energética de coração. É acreditar, estar e viver na vibração do próprio Amor.

Curar em Amor não é ficar sem a dor, mas sim, elevar a energia para iluminar essa dor. É esse ponto mais alto de Amor que cura. Por isso é extraordinário, pois em expansão aprende-se a viver nesse ponto mais alto e não apenas a ficar sem a dor que afectava.
É o Amor em acção a gerar novos pontos de discernimento e confiança.

E então será possível acreditar que a vida pode passar a ser orientada e vivida a partir dessa essência. Isto não é só para algumas coisas, é para tudo.

Tudo o que se consegue concretizar passa a ter origem numa verdade interna mais alta que impulsiona a energia da vida para pontos de não retorno. 


Heart%20red

O que é
Curar em Amor?

O Amor de cada um
ajuda a que se crie um novo espaço energético de cura.
Não é só curar o que afecta, 
mas proporcionar uma vida de energia mais alta.
Curar, é Amor em Acção.


Curar a vida é levar a Luz do Amor onde ela é mais necessária.

É Iluminar tudo o que precisa de ser Iluminado: sentimentos, pensamentos, emoções, corpo, atitudes, comportamentos. É unificar em Amor o Sentir, o Pensar e o Agir.

Curar em Amor é transformar os imprintings de afectação negativa, a energia de desconforto e incómodo — a perda, o medo, a ansiedade, a angústia, o vazio, a tristeza e todas as frequências correlacionadas — em paz, confiança, acreditar, alegria, compaixão, doçura e também realização, concretização e abundância.

Curar em Amor, é mais do que alívio, é libertação. É libertar na profundidade, as crenças que já não servem, os limites projectados, o sentir que traumatiza, o ímpeto da diminuição.

O Amor ajuda a iluminar a história e a desatar os nós que apertam a vida. O Amor cura os imprintings que restringem a vida em afectação.
Na prática é curar o passado e o presente: o que magoou, o que feriu, a dor, o sofrimento, as inseguranças, as dúvidas e muito mais.

O centro do trabalho é o coração que quando aberto gera e proporciona uma clarificação tão nítida que até então parecia não ser possível ao ponto de «como é possível nunca ter percebido isto em mim?»

É trabalhar a partir da energia base, a que deu origem ao ponto de implantação. Não é trabalhar essa origem, mas a sua energia. Não é trabalhar por aprendizagem forçada e convencimento. Em Heart Healing não se trabalha forçando processos, nem gerando ‘luta’ de alcance, não se trabalha em argumento, trabalha-se em expansão.

Não se cura porque se está doente.
Cura-se porque a fragilidade ou o questionamento vão tomando a vida como um todo. Cura-se porque as grandes questões internas nunca viram a Luz do Amor e continuam a manifestar-se em carência, não permitindo que a vida avance.  

Cura-se para se crescer e evoluir. Cura-se porque o que se sente e vive não permite que a vida ande para a frente de acordo com um sentimento mais profundo de Esperança que se tem dentro, embora esquecido. Pode ser imperceptível mas ele está lá, esperando um momento favorável para despontar em Luz e Esplendor.

Porque é extraordinário trabalhar assim?
Porque quando se dissipam resistências — o que reprime e impede de se ser autêntico — começa-se a confirmar que existe dentro um ser maravilhoso, no coração, na mente, nas células, nos órgãos e na vida. Sem separação. Existe uma essência que nunca pode ser revelada.

Ser autêntico não é só porque, interna e externamente, se diz a verdade e se é honesto. Essa verdade e honestidade é a que se conhece, é a que a mente permite de acordo com a sua perceção, quase sempre baseada na ética, na moral, nos direitos humanos e no bom senso.
Ser autêntico é muito mais do que isso. É estar em verdade energética de coração. É acreditar, estar e viver na vibração do próprio Amor.

Curar em Amor não é ficar sem a dor, mas sim, elevar a energia para iluminar essa dor. É esse ponto mais alto de Amor que cura. Por isso é extraordinário, pois em expansão aprende-se a viver nesse ponto mais alto e não apenas a ficar sem a dor que afectava.
É o Amor em acção a gerar novos pontos de discernimento e confiança.

E então será possível acreditar que a vida pode passar a ser orientada e vivida a partir dessa essência. Isto não é só para algumas coisas, é para tudo.

Tudo o que se consegue concretizar passa a ter origem numa verdade interna mais alta que impulsiona a energia da vida para pontos de não retorno.

favicon HH

"O Meu Ponto de Amor
é Um Ponto Sem Retorno"

"O Meu Ponto
de Amor
é Um Ponto
Sem Retorno"

Quando se começa a sentir o efeito de uma estrutura
de energia mais alta que o 'Amor em Mim' possibilita,
não se deseja voltar para trás.
Já não é possivel voltar à versão anterior.
Já não se quer voltar aos mesmos loops de pensamento,
aos dramas, às mesmas emoções de afectação.
Não se deseja voltar à versão do passado.
Só se deseja abrir o coração cada vez mais.

heart%2012

Porque é necessário curar?

Acredito que todos os seres humanos chegam ao planeta com três desígnios base. 
Curar em Amor o que precisa ser curado. 
Vivenciar a experiência de Oferecer e Receber Amor. 
Para assim ser possível reconhecer e sentir Quem Realmente se É.

Acredito que todos os seres humanos chegam ao planeta
com três desígnios base. 
Curar em Amor o que precisa ser curado. 
Vivenciar a experiência de Oferecer e Receber Amor. 
Para assim ser possível reconhecer e sentir Quem Realmente se É.

Estes desígnios estão tão longe da vida diária.
A vida, tal como se conhece, por vezes coloca as pessoas tão longe destes desígnios. A vida de cada um é tão marcada por vivências que dão tristeza, medos, tormento, desesperança, resignação, traumas, sobressalto. São processos em desafio permanente, de conflito e tensão, que até parece normal viver nesse stress.

É tão normal sentir-se nervosismo, ânsia, vergonha, insegurança; sentir-se timidez e incertezas, e no extremo sentir-se o pavor de um processo ameaçador, como o de algumas doenças.
Ninguém gosta de viver assim, mas ninguém tem forma de travar estes turbilhões da vida e só quando o excesso verte o copo é que os alertas se fazem ouvir.

Quando a dor, o sofrimento e a anormalidade apanham a vida, quando se sente o seu aperto, que pode chegar a ser sufocante, cada um acaba por se perder na escuridão desse sentir. Por tudo isto, na prática diária e pelo histórico que se tem, é difícil aceitar e perceber os três desígnios.

A norma desgastante do stress
O stress é um flagelo social, principalmente o stress oxidativo dos emo-sentimentos (emoções e sentimentos) e dos pensamentos de auto-desqualificação. Eu também lhe chamo stress energético.

O stress energético, que se vai acumulando, propaga constrição e densidade e pode acarretar graves prejuízos para a saúde humana, pois não se está a viver em verdade energética purificada.
 
Estas são vivências diárias na vida de milhões de seres humanos e a grande maioria, como não tem como curar, vai colocando defesas contínuas para conseguir viver da melhor forma que sabe, quer no seu mundo interno, quer no seu mundo externo.

E assim se vai vivendo assumindo que tudo isto é norma porque acontece a todos no planeta, sem aparente antídoto. Acaba-se por se aceitar e espera-se que passe. 

É uma vida de condicionamento contínuo que se aceita em resignação, mesmo que haja frustração, raiva e revolta. A resignação de tristeza desgasta ao ponto da desistência, de se deixar acreditar que será alguma vez possível.

Sem cura, há uma desproporção tão grande entre a energia que se gasta e os resultados que se recebem. Para se conseguir qualquer coisa de relevante há uma exigência de sobre-esforço, ao ponto de se dar o que já não se tem. Tanto que se gasta, tão pouco se obtém. É tão desgastante viver nestes ciclos de afectação. É desesperante viver em stress energético com a vida sempre a fugir entre os dedos.

O mais relevante é que as pessoas só sentem o seu efeito, ainda não há consciência energética que possibilite uma nova abordagem em cura. Então aceita-se a dor como condição ou como destino, uma dor que se funde com a própria identidade de ser.
 
Mas cada um de nós é muito mais do que sua dor.

Cada um é mais do que seu sofrimento. A dor e o sofrimento não são identidade e precisam de Amor.
O Amor está tão ausente na vida das pessoas que nem sequer se sabe que é de energia de Amor que se precisa.

Na minha experiência de Heart Healing são inimagináveis os problemas que cada pessoa tem na vida para resolver ou curar, quer aqueles associados a muitas das doenças até os que dizem respeito às relações, tanto as relações externas como às relações internas, consigo mesma.

Vive-se com tantas máscaras para proteger a fragilidade e quase tudo começa na família. A família é inúmeras vezes o grande palco dos imprintings de afectação negativa. Mas a família também é o principal agente do trabalho de transformação em Amor.

Ninguém ensina a Amar.
As famílias ensinam muitas coisas, oferecem coisas extraordinárias, mas não ensinam a Amar. Recebe-se algum tipo de Amor, mas ninguém ensina a aceder a esse Amor de forma directa. Ninguém possibilita que esse Amor se acenda no coração e na vida.

A questão é de base, é algo que não se sabe, não se tem consciência do impacto que provoca.
Quando menciono ensinar, refiro-me a incentivar, a possibilitar aprendizagem, expansão e vivência e não a um ensinar escolástico.

Amar é uma experiência que a vida vai fornecendo, herdado na família, experienciado nas relações íntimas e amorosas ou vivido (…) 


continuar a ler o texto
heart%2012

Porque é necessário curar?

Acredito que todos os seres humanos chegam ao planeta com três desígnios base. 
Curar em Amor o que precisa ser curado. 
Vivenciar a experiência de Oferecer e Receber Amor. 
Para assim ser possível reconhecer e sentir Quem Realmente se É.

Acredito que todos os seres humanos chegam ao planeta com três desígnios base. 
Curar em Amor 
o que precisa ser curado. 
Vivenciar a experiência de Oferecer e Receber Amor. 
Para assim ser possível
reconhecer e sentir
Quem Realmente se É.

Estes desígnios estão tão longe da vida diária.
A vida, tal como se conhece, por vezes coloca as pessoas tão longe destes desígnios. A vida de cada um é tão marcada por vivências que dão tristeza, medos, tormento, desesperança, resignação, traumas, sobressalto. São processos em desafio permanente, de conflito e tensão, que até parece normal viver nesse stress.

É tão normal sentir-se nervosismo, ânsia, vergonha, insegurança; sentir-se timidez e incertezas, e no extremo sentir-se o pavor de um processo ameaçador, como o de algumas doenças.
Ninguém gosta de viver assim, mas ninguém tem forma de travar estes turbilhões da vida e só quando o excesso verte o copo é que os alertas se fazem ouvir.

Quando a dor, o sofrimento e a anormalidade apanham a vida, quando se sente o seu aperto, que pode chegar a ser sufocante, cada um acaba por se perder na escuridão desse sentir. Por tudo isto, na prática diária e pelo histórico que se tem, é difícil aceitar e perceber os três desígnios.

A norma desgastante do stress
O stress é um flagelo social, principalmente o stress oxidativo dos emo-sentimentos (emoções e sentimentos) e dos pensamentos de auto-desqualificação. Eu também lhe chamo stress energético.

O stress energético, que se vai acumulando, propaga constrição e densidade e pode acarretar graves prejuízos para a saúde humana, pois não se está a viver em verdade energética purificada.
 
Estas são vivências diárias na vida de milhões de seres humanos e a grande maioria, como não tem como curar, vai colocando defesas contínuas para conseguir viver da melhor forma que sabe, quer no seu mundo interno, quer no seu mundo externo.

E assim se vai vivendo assumindo que tudo isto é norma porque acontece a todos no planeta, sem aparente antídoto. Acaba-se por se aceitar e espera-se que passe. 

É uma vida de condicionamento contínuo que se aceita em resignação, mesmo que haja frustração, raiva e revolta. A resignação de tristeza desgasta ao ponto da desistência, de se deixar acreditar que será alguma vez possível.

Sem cura, há uma desproporção tão grande entre a energia que se gasta e os resultados que se recebem. Para se conseguir qualquer coisa de relevante há uma exigência de sobre-esforço, ao ponto de se dar o que já não se tem. Tanto que se gasta, tão pouco se obtém. É tão desgastante viver nestes ciclos de afectação. É desesperante viver em stress energético com a vida sempre a fugir entre os dedos.

O mais relevante é que as pessoas só sentem o seu efeito, ainda não há consciência energética que possibilite uma nova abordagem em cura. Então aceita-se a dor como condição ou como destino, uma dor que se funde com a própria identidade de ser.

Mas cada um de nós é muito mais do que sua dor.
Cada um é mais do que seu sofrimento. A dor e o sofrimento não são identidade e precisam de Amor.
O Amor está tão ausente na vida das pessoas que nem sequer se sabe que é de energia de Amor que se precisa.

Na minha experiência de Heart Healing são inimagináveis os problemas que cada pessoa tem na vida para resolver ou curar, quer aqueles associados a muitas das doenças até os que dizem respeito às relações, tanto as relações externas como às relações internas, consigo mesma.

Vive-se com tantas máscaras para proteger a fragilidade e quase tudo começa na família. A família é inúmeras vezes o grande palco dos imprintings de afectação negativa. Mas a família também é o principal agente do trabalho de transformação em Amor.

Ninguém ensina a Amar.
As famílias ensinam muitas coisas, oferecem coisas extraordinárias, mas não ensinam a Amar. Recebe-se algum tipo de Amor, mas ninguém ensina a aceder a esse Amor de forma directa. Ninguém possibilita que esse Amor se acenda no coração e na vida.

A questão é de base, é algo que não se sabe, não se tem consciência do impacto que provoca.
Quando menciono ensinar, refiro-me a incentivar, a possibilitar aprendizagem, expansão e vivência e não a um ensinar escolástico.

Amar é uma experiência que a vida vai fornecendo, herdado na família, experienciado nas relações íntimas e amorosas ou (…)

continuar a ler o texto

Heart Healing
aprender a abrir o Coração
e Iluminar a vida em Amor

heart light-1

É preciso Iluminar a resistência ao Amor.

Iluminar a resistência ao Amor é uma dádiva pessoal esplendorosa.
Quando se deixa de ‘espernear’ e se aceita com doçura a iluminação,
tudo recebe Luz sem interferência e a vida eleva-se naturalmente.


Há tanta resistência interna e a grande maioria é desconhecida, não-consciente e acumula-se desde tenra idade.

A resistência cria uma propensão para a instabilidade e acaba por se manifestar como stress, ansiedade, insegurança e num cem número de outros elementos não benéficos.

A energia de resistência é um aglomerado de frequências e mostra-se na superfície de múltiplas e diversas formas, quer nas emoções, quer nos pensamentos, quer nas palavras, quer no corpo.

Como se sabe, em stress, o corpo sofre alterações quando a energia de restrição se manifesta. Numa exposição crónica ao estímulo, a constrição e a desoxigenação, em conjugação com outros agentes, originam inflamação.
A inflamação é o primeiro estágio de inúmeras complicações de saúde e afecta moléculas, células e órgãos, mas inicia-se a partir da pré-matéria, na vibração de base quântica que depois sobe nos átomos até aos corpos maiores. E todo o corpo responde a essas vibrações, acabando por se manifestar na sua energia de radiação.

A vibração basal fica sob o efeito destas ondas e, desde o campo quântico até ao órgão, a energia vai encontrando cada vez mais densidade na matéria. Por exemplo, um átomo terá uma vibração normal entre de 10 TeraHertz e 14 PentaHertz — conforme a sua natureza, temperatura, pressão, contexto e outros fatores.
A unidade 1 seguida de 10 a 14 zeros. São valores entre 1 bilião, a 100 biliões de ciclos por segundo. São valores estonteantes.
Porém, a energia vai reduzindo a vibração até ao cérebro onde a 'mente opera’ numa normalidade vibracional de 10Hz a 15Hz.
Que redução drástica.

Sob stress energético — principalmente sob o stress oxidativo da dor — a redução de vibração basal ainda é mais acentuada, quer no campo subatómico, quer nos órgãos maiores, no cérebro e no seu processamento mental.

Estas frequências vibracionais fazem o mesmo no coração mas com mais ênfase na perda e no impacto pois o seu impulso eletromagnético é muito superior ao do cérebro.


Cada movimento periódico de stress provoca grande irreguralidade nos gráficos de Frequência Cardíaca Variável, como o HeartMath Institute tem investigado, ou então neste artigo da Harvard Medical School sobre HVR* 'Heart Rate Variability: A new way to track well-being'

Sob stress oxidativo, o Sistema Nervoso Autónomo (SNA) cria respostas orgânicas automáticas e involuntárias, destruturando os sinais responsáveis pelo equilíbrio funcional de vários órgãos, aparelhos e sistemas da biologia humana.
O SNA - Sistema Nervoso Simpático e Parassimpático - é essencial para a preservação das condições do equilíbrio fisiológico.
Se for afectado por stress ou restrição a sua interação com o meio ambiente circundante deforma-se e os processos homeostáticos podem sofrer graves consequências.
Não cabe aqui aprofundar estes temas, mas com alegria registo que, aos poucos, estas novas abordagens estão a chegar a vários domínios da Ciência.

Onde não há harmonia, fluidez e verdade energética, haverá uma grande probabilidade de desestabilização, que tarde ou cedo, dará o seu sinal. E a resistência dá sempre sinal.
Nos dias normais o seu efeito é de menor grau, mas se o contexto aperta, o seu efeito pode ser vulcânico. A erupção ocorre e provoca uma libertação impetuosa do que estava encerrado sob anos de pressão e tudo desaba. E nunca se percebe verdadeiramente o que esteve na sua origem.

É preciso curar a energia de resistência e os três desígnios ajudam e inspiram nessa cura. Quer se tenha ou não consciência, é isto que acontece em convite permanente na vida de todos, muito embora assim possa não parecer. Os três desígnios estão na vida para ajudar a caminhada terrena, para se ter uma vida melhor e viver em conexão de energia mais elevada. Para se viver de coração aberto.
- Curar o que precisa ser curado, em Amor.
- Vivenciar a experiência de Oferecer e Receber Amor.
- Para assim ser possível reconhecer e sentir Quem Realmente se É. 

*HRV significa Heart Rate Variability, ou seja, Frequência Cardíaca Variável.


Heart Healing
aprender a abrir o Coração
e Iluminar a vida em Amor

heart light-1

É preciso Iluminar a resistência ao Amor.

Iluminar a resistência ao Amor é uma dádiva pessoal esplendorosa.
Quando se deixa de ‘espernear’ e se aceita com doçura a iluminação,
tudo recebe Luz sem interferência e a vida eleva-se naturalmente.


Há tanta resistência interna e a grande maioria é desconhecida,
não-consciente e acumula-se desde tenra idade.

A resistência cria uma propensão para a instabilidade e acaba por se manifestar como stress, ansiedade, insegurança e num cem número de outros elementos não benéficos.

A energia de resistência é um aglomerado de frequências e mostra-se na superfície de múltiplas e diversas formas, quer nas emoções, quer nos pensamentos, quer nas palavras, quer no corpo.

Como se sabe, em stress, o corpo sofre alterações quando a energia de restrição se manifesta. Numa exposição crónica ao estímulo, a constrição e a desoxigenação, em conjugação com outros agentes, originam inflamação.
A inflamação é o primeiro estágio de inúmeras complicações de saúde e afecta moléculas, células e órgãos, mas inicia-se a partir da pré-matéria, na vibração de base quântica que depois sobe nos átomos até aos corpos maiores. E todo o corpo responde a essas vibrações, acabando por se manifestar na sua energia de radiação.

A vibração basal fica sob o efeito destas ondas e, desde o campo quântico até ao órgão, a energia vai encontrando cada vez mais densidade na matéria. Por exemplo, um átomo terá uma vibração normal entre de 10 TeraHertz e 14 PentaHertz — conforme a sua natureza, temperatura, pressão, contexto e outros fatores.
A unidade 1 seguida de 10 a 14 zeros. São valores entre 1 bilião, a 100 biliões de ciclos por segundo. São valores estonteantes.
Porém, a energia vai reduzindo a vibração até ao cérebro onde a 'mente opera’ numa normalidade vibracional de 10Hz a 15Hz.
Que redução drástica.

Sob stress energético — principalmente sob o stress oxidativo da dor — a redução de vibração basal ainda é mais acentuada, quer no campo subatómico, quer nos órgãos maiores, no cérebro e no seu processamento mental.

Estas frequências vibracionais fazem o mesmo no coração mas com mais ênfase na perda e no impacto pois o seu impulso eletromagnético é muito superior ao do cérebro. Cada movimento periódico de stress provoca grande irreguralidade nos gráficos de Frequência Cardíaca Variável, como o HeartMath Institute tem investigado, ou então neste artigo da Harvard Medical School sobre HVR* 'Heart Rate Variability: A new way to track well-being'

Sob stress oxidativo, o Sistema Nervoso Autónomo (SNA) cria respostas orgânicas automáticas e involuntárias, destruturando os sinais responsáveis pelo equilíbrio funcional de vários órgãos, aparelhos e sistemas da biologia humana.
O SNA - Sistema Nervoso Simpático e Parassimpático - é essencial para a preservação das condições do equilíbrio fisiológico.
Se for afectado por stress ou restrição a sua interação com o meio ambiente circundante deforma-se e os processos homeostáticos podem sofrer graves consequências.
Não cabe aqui aprofundar estes temas, mas com alegria registo que, aos poucos, estas novas abordagens estão a chegar a vários domínios da Ciência.

Onde não há harmonia, fluidez e verdade energética, haverá uma grande probabilidade de desestabilização, que tarde ou cedo, dará o seu sinal. E a resistência dá sempre sinal.
Nos dias normais o seu efeito é de menor grau, mas se o contexto aperta, o seu efeito pode ser vulcânico. A erupção ocorre e provoca uma libertação impetuosa do que estava encerrado sob anos de pressão e tudo desaba. E nunca se percebe verdadeiramente o que esteve na sua origem.

É preciso curar a energia de resistência e os três desígnios ajudam e inspiram nessa cura. Quer se tenha ou não consciência, é isto que acontece em convite permanente na vida de todos, muito embora assim possa não parecer. Os três desígnios estão na vida para ajudar a caminhada terrena, para se ter uma vida melhor e viver em conexão de energia mais elevada. Para se viver de coração aberto.

- Curar o que precisa ser curado,
em Amor.

- Vivenciar a experiência
de Oferecer e Receber Amor.

- Para assim ser possível
reconhecer e sentir
Quem Realmente se É. 

*HRV significa Heart Rate Variability, ou seja, Frequência Cardíaca Variável.


favicon HH

Já não dá para viver sem o Amor em Mim

Já não dá para se viver refém da pressão e da dor.
Já não dá para viver em mágoa, tristeza ou desespero.
Já chega de vazio, de incompreensão, de esforço e fingimento.
Já não dá para viver sob crítica, julgamento e condenação.
Já não dá para viver em raiva, rancor e ressentimento.
Já não há espaço para discussões, conflito e desgaste de relações.
Já chega de angústia, ansiedade e opressão.
Já não dá para viver com a perturbação do pânico
ou com as ameaça da depressão a bater à porta.
Já não dá para repetir sempre os mesmos ciclos e
padrões de tensão, insegurança e insatisfação.
Já não dá para ser vítima ou viver em resignação.
Já não dá para viver com medo.
Já não dá para viver sem Esperança e sem Verdade.
Não dá para viver sem o Coração no centro da Minha Vida,
Oh meu Amor em Mim. 

favicon HH

Já não dá
para viver sem o
Amor em Mim

Já não dá para se viver refém da pressão e da dor.
Já não dá para viver em mágoa, tristeza ou desespero.
Já chega de vazio, de incompreensão, de esforço e fingimento.
Já não dá para viver sob crítica, julgamento e condenação.
Já não dá para viver em raiva, rancor e ressentimento.
Já não há espaço para discussões,
conflito e desgaste de relações.
Já chega de angústia, ansiedade e opressão.
Já não dá para viver com a perturbação do pânico
ou com as ameaça da depressão a bater à porta.
Já não dá para repetir sempre os mesmos ciclos e
padrões de tensão, insegurança e insatisfação.
Já não dá para ser vítima ou viver em resignação.
Já não dá para viver com medo.
Já não dá para viver sem Esperança e sem Verdade.
Não dá para viver sem o Coração no centro da Vida,
Oh meu Amor em Mim. 

Já não dá para se viver refém da pressão e da dor.
Já não dá para viver em mágoa, tristeza ou desespero.
Já chega de vazio,
de incompreensão,
de esforço e fingimento.
Já não dá para viver sob crítica, julgamento e condenação.
Já não dá para viver em raiva, rancor e ressentimento.
Já não há espaço para discussões, conflito e desgaste de relações.
Já chega de angústia, ansiedade e opressão.
Já não dá para viver com a perturbação do pânico
ou com as ameaça da depressão a bater à porta.
Já não dá para repetir sempre os mesmos ciclos e
padrões de tensão, insegurança
e insatisfação.
Já não dá para ser vítima
ou viver em resignação.
Já não dá para viver com medo.
Já não dá para viver sem Esperança e sem Verdade.
Não dá para viver sem
o Coração no centro da Minha Vida,.
Oh meu Amor em Mim. 

heart%204

O Amor é a mais Poderosa das Curas

O Amor é a principal energia para se viver a vida que se deseja.
Quando se cura em Amor, cura-se a partir da energia base
que influencia toda a vida e a máteria a que chamamos corpo.
Não é formular bons objectivos e trabalhar para os alcançar.
Isso poderá ser válido mas isso é um modo mental de tentar colmatar o que mais falta no coração.
O Amor é a energia da Vida.

heart%204

O Amor
é a mais Poderosa das Curas

O Amor é a principal energia para se viver a vida que se deseja.
Quando se cura em Amor, cura-se a partir da energia base
que influencia toda a vida e a máteria a que chamamos corpo.
Não é formular bons objectivos e trabalhar para os alcançar.
Isso poderá ser válido mas isso é um modo mental de tentar colmatar o que mais falta no coração.
O Amor é a energia da Vida.